Sejam todos bem vindos ao meu blog.

Massagem relaxante.

Massagem relaxante.
Fone : 048-30243772 . Msn- Maramassagem@hotmail.com

Páginas

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Massagem Abhyanga ou Ayurvédica como é mais conhecida, faz bem para o corpo e alma.

Anda cansado, desvitalizado , sem forças e muito estressado? Uma dica infalível é a maravilhosa massagem indiana Abhyanga. Conhecida também como Massagem Ayurvédica por ser uma das diversas massagens desta medicina. Abhyanga significa, em sânscrito, untar, friccionar com óleo.A massagem é realizada com óleos medicinais em todo o corpo, estimulando a circulação sanguínea, sistema linfático e eliminando toxinas. A técnica produz a nutrição dos sete tecidos do corpo, tecidos estes que de acordo com a filosofia do Ayurveda são encontrados e nutridos através da estimulação dos pontos marmas. Assim, a Massagem Abhyanga é uma técnica de massagem de acordo com os ensinamentos do Ayurveda, a medicina tradicional indiana e tem como principais benefícios: - Remover a fadiga e o cansaço; - Aumentar a circulação sanguínea; - Melhorar a visão; - Dar força e confiança; - Induzir a um sono profundo e reparador; - Melhorar a qualidade da pele e dos músculos; - Nutrir os tecidos do corpo; - Eliminar a rigidez das articulações; - Abrir os canais de energia sutil; - Recuperar a energia vital, ao desfazer os seus bloqueios; - Ajudar a manter e recuperar a saúde e bem-estar.

A importância do equilíbrio dos nossos Chakras.

Primeiro vamos entender o que são os chakras. Chakras são segundo a filosofia iogue, canais dentro do corpo humano (nadis) por onde circula a energia vital (prana) que nutre órgãos e sistemas. Os chakras são os pontos onde essas rotas energéticas estão mais próximas da superfície do corpo. Imagine que os Chakras são lâmpadas e são sete os principais chakras, dispostos desde a base da coluna vertebral até o alto da cabeça e cada um corresponde a uma das sete principais glândulas do corpo humano. Cada um destes chakras relaciona-se com certas funções físicas, mentais, vitais ou espirituais. Num corpo saudável, todos esses vórtices giram a uma grande velocidade, permitindo que a energia, flua para cima por intermédio do sistema endócrino, mas se um desses centros começa a diminuir a velocidade de rotação, o fluxo de energia fica inibido ou bloqueado e disso resulta o envelhecimento ou a doença. Nosso corpo físico tem uma ligação sutil com o mundo astral. É através do desequilíbrio desta energia vital que as pessoas adoecem e acabam obstruindo esta ligação com o Divino. Daí, a relação entre as doenças e as crises emocionais. É muito comum ver pessoas que acabam somatizando e transformando energias negativas, depressão, raiva, solidão, em doenças físicas. Nosso corpo físico tem pontos, que quando ativados, fazem fluir a energia vital, nos trazendo alegria e, principalmente, saúde. É através dos nadis (meridianos) - caminhos invisíveis dentro do nosso organismo - que a energia vital caminha por todo o nosso corpo e chega aos Chakras, em pontos que concentram vibrações mais específicas, conforme veremos à seguir: Muladhara chakra (Chakra Raiz) Nome em sânscrito: MULADHARA ("Base e fundamento"; "Suporte") Mantra: Lam. Localização: Base da Espinha. Cor: Vermelho. Elemento: Terra. Funções: Traz vitalidade para o corpo físico. Qualidades Positivas: Coragem, Estabilidade. Individualidade, Paciência, Saúde, Sucesso e Segurança. Qualidades Negativas: Insegurança, Raiva, Tensão e Violência. O primeiro chakra (conhecido como Chakra Base ou Raiz), situado na base da espinha dorsal, relaciona-se com o poder criador da energia sexual. Quando esse chakra está enfraquecido indica distúrbios da sexualidade ou disfunções endócrinas. Quando excessivamente energizado, indica excesso de hormônios, sexualidade exacerbada ou até mesmo a presença de um tumor no local. Swadhisthana chakra (Chakra órgão genital e base da barriga) Nome em sânscrito: SWADHISTANA ("Morada do Prazer") Mantra: Mam. Localização: Abaixo do umbigo. Cor: Laranja. Elemento: Água. Funções: Força e vitalidade física. Qualidades Positivas: Assimilação de novas idéias, Dar e Receber, Desejo, Emoções, Mudanças, Prazer, Saúde e Tolerância. Qualidades Negativas: Confusão, Ciúme, Impotência, Problemas da bexiga e Problemas Sexuais. O segundo chakra também chamado esplênico, sacro ou do baço, é responsável pela energização geral do organismo, e por ele penetram as energias cósmicas mais sutis, que a seguir são distribuídas pelo corpo. Quando esse chakra é estimulado, propicia uma boa captação energética. Manipura chakra(Chakra do umbigo) (Chakra plexo solar) Nome em sânscrito: MANIPURA ("Cidade das Jóias") Mantra: Ram. Localização: Zona da barriga. Cor: Amarelo. Elemento: Fogo. Funções: Digestão, emoções e metabolismo. Cristais: Âmbar, Olho de Tigre e Ouro. Qualidades Positivas: Autocontrole, Autoridade, Energia, Humor, Imortalidade, Poder pessoal e Transformação. Qualidades Negativas: Medo, Ódio, Problemas digestivos e Raiva. O terceiro chakra (conhecido como Chakra do Plexo Solar) localiza-se na região do umbigo ou do plexo solar, e está relacionado com as emoções. Quando muito energizado, indica que a pessoa é voltada para as emoções e prazeres imediatos. Quando fraco sugere carência energética, baixo magnetismo, suscetibilidade emocional e a possibilidade de doenças crônicas. Anahata chakra (Chakra cardíaco) Nome em sânscrito: ANAHATA ("Invicto"; "Inviolado") Mantra: Yam. Localização: Coração. Cor: Verde (cura e energia vital); Rosa (Amor). Elemento: Ar. Funções: Energiza o sangue e o corpo físico. Qualidades Positivas: Amor incondicional, Compaixão, Equilíbrio, Harmonia e Paz. Qualidades Negativas: Desequilíbrio, Instabilidade emocional, Problemas de coração e circulação. O quarto chakra situa-se na direção do coração. Relaciona-se principalmente com o timo e o coração. Sua energia corresponde ao amor e à devoção, como formas sutis e elevadas de emoção. Quando ativado desenvolve todo o potencial para o amor altruísta. Quando enfraquecido indica a necessidade de se libertar do egoísmo e de cultivar maior dedicação ao próximo. No aspecto físico, também pode indicar doenças cardíacas. Visuddha chakra (Chakra Laríngeo) Nome em sânscrito: VISHUDDA ("O purificador") Mantra: Ham. Localização: Na garganta. Cor: Azul claro. Elemento: Éter. Funções: Som, vibração, comunicação. Qualidades Positivas: Comunicação, Criatividade, Conhecimento, Honestidade, Integração, Lealdade e Paz. Qualidades Negativas: Depressão, Ignorância e Problemas na comunicação. O quinto chakra fica na frente da garganta e está ligado à tireóide. Relaciona-se com a capacidade de percepção mais sutil, com o entendimento e com a voz. Quando desenvolvido, de forma geral, indica força de caráter, grande capacidade mental e discernimento. Em caso contrário, pode indicar doenças tireoidianas e fraquezas de diversas funções físicas, psíquicas ou mentais. Ajña chakra (Chakra Frontal) Nome em sânscrito: AJÑA ("O Centro de comando") Mantra: Om. Localização: Na testa, entre as sobrancelhas. Cor: Azul índigo. Elemento: Todos os elementos. Funções: Revitaliza sistema nervoso e a visão. Qualidades Positivas: Concentração, Devoção, Intuição, Imaginação, Realização da alma e Sabedoria. Qualidades Negativas: Dores de cabeça, Medo, Problema nos olhos, Pesadelos e Tensão O sexto chakra situa-se no ponto entre as sobrancelhas. Conhecido como "terceiro olho" na tradição hinduísta, está ligado à capacidade intuitiva e à percepção sutil. Quando bem desenvolvido, pode indicar um sensitivo de alto grau. Enfraquecido aponta para certo primitivismo psico-mental ou, no aspecto físico, para tumoração craniana. Sahasrara padma (Chakra Coroa) Nome em sânscrito: SAHASRARA ("O Lótus das mil pétalas") Mantra: Aum. Localização: No topo da cabeça, bem no centro. Cor: Violeta e Branco. Elemento: Todos os elementos. Funções: Revitaliza o cérebro. Qualidades Positivas: Percepção além do tempo e do espaço. Abre a consciência para o infinito. Qualidades Negativas: Alienação, Confusão, Depressão e Falta de Inspiração. O sétimo é o mais importante dos chakras, situa-se no alto da cabeça e relaciona-se com o padrão energético global da pessoa. Conhecido como chakra da coroa, é representado na tradição indiana por uma flor-de-lótus de mil pétalas na cor violeta. Através dele recebemos a luz divina. A tradição de coroar os reis fundamenta-se no princípio da estimulação deste chakra, de modo a dinamizar a capacidade espiritual e a consciência superior do ser humano. Porque e como cuidar e energizar os Chakras: Cada um dos Chakras está associado a determinadas emoções e sentimentos. Isto explica a somatização das emoções em nossos corpos e o funcionamento de técnicas ocidentais modernas e também espiritual. Com a desarmonização dos chakras nosso corpo físico e espirituais ficam desequilibrados, causando varias doenças físicas, emocionais e mentais. Para cuidar pode-se buscar ajuda de Terapeutas Holístico, que estarão identificando as necessidades e tratamentos corretos e buscar formas de harmonizar o campo espiritual tomando passes energéticos regularmente. Estas opções podem ajudar a realinhar os Chakras e nos proporcionar um melhor nível de energia vital para o dia a dia. E para manter uma energia equilibrada e saudável: - Aproveite o sol, ele é um dos maiores fornecedores de energia vital. - Mantenha pensamentos bons - Pratique exercícios físicos - Mantenha uma alimentação saudável - Tenha contato com a natureza - Seja amoroso, autentico e verdadeiro principalmente consigo mesmo - Pratique a meditação para o autoconhecimento - Ouça boas musicas - Dance - Ria com os amigos (as) - Busque a simplicidade da vida - Pratique a caridade - Entre outras coisas...

O Outono pela Medicina Chinesa.

O Outono é uma estação de transição entre o calor e a umidade do verão, para um período mais seco e um pouco frio. Energeticamente é a estação do Elemento Metal e seus órgãos correspondentes são o Pulmão e o Intestino Grosso. Quando o Verão passa para Outono, a energia da Terra transforma-se em Metal. Durante esse período, a energia recomeça a condensar-se e contrair-se, voltando-se para dentro para se acumular e armazenar. É o momento de libertarmos tudo o que está gasto (como as folhas das árvores) que caem para poupar a essência. Se nesta fase a energia for baixa não sendo o suficiente para ser armazenada, não haverá força suficiente para passar o Inverno e o próximo ciclo Primavera/Madeira será fraco. O Elemento Metal controla o Pulmão, que extrai a energia essencial e expele as toxinas do sangue. É o responsável pela captação da parte yang da energia vital que chega através da respiração e para aMedicina Tradicional Chinesa os distúrbios dessa função vão repercurtir no pulmão e nos rins. Também está ligado a nossa área sensitiva, a tristeza máxima sente-se no pulmão. Quando uma pessoa asmática entra em crise é porque tem muitos conflitos. Já o Intestino Grosso elimina a "sujeira", enquanto retém e recicla a água do organismo. O Outono é a estação da Introspecção e da Meditação, de reciclar sentimentos e pensamentos antigos, apegos (relacionados ao intestino preso) e o excesso de emoções adquiridas durante o Verão. Se resistirmos a esta energia e ficarmos aprisionados no passado podemos criar estados de melancolia, tristeza e depressão que se manifestam com dores nas costas, dificuldades respiratórias, problemas de pele e diminuição da resistência física. A cor da fase Metal é o Branco - cor da pureza e da essência. Podemos identificar uma pessoa com desequilíbrio de pulmão através da cor extremamente branca do rosto. Sendo assim, fiquem atentos à essas informações: O Pulmão responde pelo(a): - entusiasmo; - alegria de viver; - otimismo; - defesa e proteção; - sentido de amparo e aprovação, - purificação. Se você sente que alguma dessas condições não está bem em você...é hora de parar e fazer uma avaliação de sua vida até esse momento. Emoções ligadas ao pulmão em desequilíbrio: - tristeza (podendo levar a uma depressão); - melancolia; - angústia, - tensões muito prolongadas. De uma forma geral, podemos dizer que o pulmão é afetado pelas perdas afetivas, como relacionamentos terminados ou perdas de entes queridos. Algumas dicas de como cuidar bem do seu pulmão durante o período de energia do Elemento Metal: - Alimentação - O conceito geral é que devemos eliminar o excesso de umidade que sobrou do verão e fortalecer a nossa energia de defesa (Wei Qi), que depende da energia do pulmão mais forte. Alguns alimentos que drenam a umidade (líquidos) são: abobrinha, alho, alho-poro, rabanete, cebola, cevada, feijão azuki, feijão preto, frango, nabo, pimentão, etc. Também devemos consumir alimentos que aqueçam o organismo e fortaleçam a nossa resistência: alho, cebola, canela, batata, salsa, cheiro verde, cominho, coentro, cará, inhame, folha de mostarda, pimentas em geral, pimentão, rabanete, rúcula, gengibre, etc. - Faxine seus pensamentos, sentimentos e emoções - Faça uma auto-análise e desapegue-se de padrões emocionais que já não acrescentam mais nada em sua vida. Se perceber que isso é muito difícil de realizar sozinho(a), procure a ajuda de alguma terapia que tenha a ver com seu perfil. - Atividade física - Excelente para saúde, não só durante esse período, e desde que seja praticada com regularidade. Aproveite esse período para se conhecer melhor e mudar tudo o que tem que ser mudado em sua vida. Vá devagar e no seu tempo e logo perceberá do que você realmente é capaz. Seus Pulmões agradecem!